Área restrita

Notícias

Vendas de imóveis novos em SP caem 45% em setembro, diz Secovi

Vendas de imóveis novos em SP caem 45% em setembro, diz Secovi

As vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo recuaram 44,8% em setembro na comparação com igual mês do ano passado, atingindo 2.785 unidades, informou nesta quarta-feira (17) o sindicato que representa o setor na capital paulista, Secovi-SP.

Já na comparação mensal, as vendas de imóveis tiveram expansão de 70%. Porém, o resultado indicado é reflexo de um mês de agosto atípico, segundo o sindicato.

Entre os aspectos negativos que influenciaram os resultados em agosto, o Secovi citou o fato de o consumidor ter passado por um momento de refazer suas contas (proximidade com o final do ano). Aliada a isso, está a queda no número de lançamentos no período.

Em setembro

A velocidade de vendas, medida pela relação de venda sobre oferta, cresceu de 17,4% em agosto para 26,4% em setembro.

Quanto à segmentação, os imóveis com dois dormitórios responderam pelo maior volume de vendas em setembro, 37,8% do total, seguidos por aqueles com quatro dormitórios, equivalentes a 32,6% das unidades.

O Secovi informou ainda que, considerando a região metropolitana do Estado, composta por 39 municípios, as vendas de imóveis somaram 4.723 unidades em setembro, alta de 23,5% sobre o mês anterior.

Os lançamentos na região, por sua vez, alcançaram 7.660 unidades, o que significa aumento de 60,1% mês a mês.

Se considerada apenas a cidade de São Paulo, foram lançadas 2.894 unidades em setembro, 77,2% superior ao total lançado em agosto.

Nos nove meses até setembro, as vendas de imóveis em São Paulo acumulam queda de 1,9% ante igual intervalo de 2009, totalizando 24.605 unidades.

Perspectiva

Segundo estimativa do economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, a cidade de São Paulo deve fechar 2010 com 36 mil unidades vendidas, enquanto os lançamentos devem ficar entre 33 mil e 35 mil imóveis.

Fonte: G1