Área restrita

Notícias

Sudeste ainda é a região mais cara para construir: R$ 836,29 por metro quadrado

Sudeste ainda é a região mais cara para construir: R$ 836,29 por metro quadrado

InfoMoney

Mais uma vez, moradores da região Sudeste foram os que mais desembolsaram na hora de construir um imóvel no mês passado.

Pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgada nesta quinta-feira (7), revela que o custo do metro quadrado na região chegou a R$ 836,29, incluindo materiais e mão-de-obra, enquanto que o custo médio nacional atingiu R$ 795,64 em junho.

Em seguida estão as regiões Centro-Oeste, onde o valor do metro quadrado alcançou R$ 798,12; Norte, onde os custos atingiram R$ 790,10; e Sul, com o metro quadrado a R$ 778,48. Os moradores do Nordeste, por sua vez, foram os que pagaram menos na hora de construir no mês passado: R$ 754,27.

Em relação ao maior aumento de custo em junho, na comparação com maio deste ano, a região Centro-Oeste se destacou ao mostrar um avanço de 1,73%. Já a região Norte, por sua vez, foi a que teve o menor aumento, avançando 0,19% na mesma base de comparação.

Por estado

Ao analisar os dados por estado, o Mato Grosso registrou a maior variação mensal, de 5,26%, devido à pressão exercida pelo reajuste salarial. Já a segunda maior elevação foi no Sul, com Rio Grande do Sul, que registrou variação de 3,83% no mês passado, na comparação com maio. O estado de Alagoas também apresentou taxa elevada (2,54%).

Na outra ponta, as menores elevações ficaram com Roraima, Ceará e Rio de Janeiro, sendo o primeiro de 0,01% e os dois últimos de 0,05%.

Com relação ao estado mais caro para se construir, o Rio de Janeiro ficou novamente em primeiro lugar, com R$ 898,87. Por outro lado, o Rio Grande do Norte registrou o menor custo, de R$ 699,89.

Índice

O Índice Nacional da Construção Civil engloba o preço da mão-de-obra, que ficou 1,14% mais cara em junho, e materiais, que ficou 0,17% mais caro no mês passado.