Área restrita

Notícias

Portaria/Guarita e o ambiente de trabalho

Portaria/Guarita e o ambiente de trabalho

Trabalhar por horas numa portaria não é algo fácil. Ainda mais se a guarita não dispuser condições apropriadas, considerando que o profissional além de ter que estar atento a tudo e todos por vezes sofre com o sono fora de hora. Uma boa opção é a contratação de um arquiteto e um consultor de segurança para planejar o layout, posicionar os equipamentos, o tipo de mesa/balcão e etc. Veja algumas dicas:

· DISPOSIÇÃO E TAMANHO: O local deve permitir a visibilidade total das principais entradas; Quanto ao tamanho, deve ser levado em consideração a quantidade de pessoas que lá trabalham e o tipo da utilização – se residencial, comercial ou industrial; Devem possibilitar a movimentação dos profissionais com tranqüilidade, assim como acondicionar corretamente os equipamentos disponíveis. O monitor, por exemplo, deve ter uma distância de aproximadamente 80 a 100 cm do rosto do profissional e sua parte superior na altura dos olhos;

· EQUIPAMENTOS E UTENSILIOS: É importante que possua um eficiente sistema de comunicação (para dentro e fora do condomínio), um assento ergonômico, uma bancada para apoiar equipamentos e livros de controles, iluminação com dimmer e ventilação adequada (se necessário ar-condicionado ou ventilador);

· ILUMINAÇÃO: O portão da frente deve ser muito bem iluminado, pois ajuda no trabalho de reconhecimento e permite que o profissional identifique sem dificuldades quem está na entrada do prédio;

· BLINDAGEM: Sem dúvidas que aumentam a segurança, mas é preciso que haja boa infra-estrutura no geral no condomínio (portões, muros, entradas bem vigiadas). A blindagem deve ser feita na alvenaria e nos vidros.

· VENTILAÇÃO: A guarita precisa ser arejada. Locais abafados provocam sonolência Se o local for pequeno, o uso de ventiladores ou ar-condicionado é essencial, sobretudo durante o verão. Estes equipamentos são fundamentais para um bom andamento do trabalho do profissional;

· ILUMINAÇÃO: Não somente da parte externa é importante, mas boa iluminação interna também é essencial. Quanto melhor iluminada a portaria maior a possibilidade de evitar sonolência;

· OS VIDROS: Não devem possibilitar a visão de fora para dentro. Para isso, além da película, o condomínio pode optar por vidros escurecidos de fábrica ou aumentar a distância entre profissional e o visitante e ainda vidros em ângulo;

· CADEIRA-ASSENTO ADEQUADO: O assento deve possuir regulagem de altura, sendo que e a altura deve estar condizente com a altura da bancada. Para as bancadas mais altas, recomenda-se também um assento com apoio para os pés. Prefira as cadeiras que possuam apoio para os braços e ergométricas que são as aconselhadas para preservar a saúde do profissional;

· BEBEDOURO: É fundamental para que o funcionário se mantenha hidratado, sobretudo em dias quentes; Outra estratégia é colocar café à disposição dos porteiros, além de ser um bom aliado para afastar o sono (uma cafeteira elétrica pode ser prática);

· BANHEIRO: é recomendável, especialmente quando o condomínio trabalha com um número reduzido de profissionais, embora não haja norma que obrigue. Além de reduzir o tempo de espera para entrar ou sair do condomínio, diminui a “exposição” deste profissional. Um cuidado é em relação à janela do banheiro. Ela deve ser pequena para evitar possíveis invasões. Se houver blindagem, este local não poder ficar de fora;

· TELEVISÃO: Não é recomendado pelos especialistas de segurança, por distrair e provocar sono.

Fonte: ADcon