Área restrita

Notícias

O melhor verão da casa própria

O melhor verão da casa própria

Dezembro e janeiro são considerados meses fracos para o mercado imobiliário, principalmente por conta dos gastos do Natal e das férias, além das despesas de início de ano, como IPVA, IPTU e na volta às aulas. Mas, em 2010, o cenário está mudado, e a maioria das construtoras e imobiliárias comemora o recorde de vendas no último mês de 2009 e já nos primeiros dias deste mês.

Segundo especialistas, o quadro encontra-se bastante favorável com juros ainda menores — a partir de 4,6% ao ano —, prazos de pagamento ampliados, crédito farto e facilitação no financiamento. O reflexo também pode ser verificado no aumento de pessoas comprando o segundo imóvel comercial ou residencial para investir. Outra tendência: pessoas de fora que resolveram investir próximo dos locais onde serão realizados os Jogos Olímpicos — avenidas Abelardo Bueno e Salvador Allende, na Barra da Tijuca.

Segundo o diretor da Estrutura Consultoria Imobiliária, Fábio Mello, o momento é positivo para compra, porque hoje se consegue adquirir unidade de R$ 200 mil, com taxa de juros de 9% ao ano mais TR (Taxa Referencial).

“No passado, o percentual era de 13% ao ano mais a TR. Atualmente, o mercado oferece juros de 7,9% ao ano para casa de R$ 150 mil”, explica.

Mello ressalta que as taxas valem para unidades novas, na planta ou em construção. “A Concal, por exemplo, oferece imóveis a partir de R$ 120 mil, em Angra dos Reis, com financiamento da Caixa Econômica e taxa de juros 7,9% ao ano mais TR”, destaca.

O diretor acrescenta que imóveis adquiridos com recursos do FGTS não podem ser alugados no período de contrato. Os comprados com dinheiro da poupança podem e assim o proprietário obtem renda extra.

Fonte: O Dia