Área restrita

Notícias

Mudanças na destinação da poupança para crédito imobiliário valerão a partir de março

Mudanças na destinação da poupança para crédito imobiliário valerão a partir de março

As mudanças na destinação de parte dos recursos da poupança para o crédito imobiliário só entrarão em vigor em março, decidiu ontem (16) o Conselho Monetário Nacional (CMN). Somente daqui a três meses, os bancos poderão usar outros instrumentos de crédito para atender à exigência de destinar 65% dos depósitos da poupança para operações de financiamento habitacional.

Segundo o chefe do Departamento de Normas do Banco Central (BC), Sérgio Odilon dos Anjos, o prazo é necessário. “As mudanças envolvem muitos sublimites e detalhes técnicos que exigirão tempo para as instituições [financeiras] se adaptarem”, explicou.

Anunciada quarta feira (15) no pacote de estímulo ao crédito de longo prazo, a mudança na destinação de recursos da poupança visa a liberar recursos da caderneta para outros setores da economia e estimular o investimento. Pela medida, os bancos poderão transformar dívidas imobiliárias em títulos e registrar essas operações dentro dos 65% exigidos pelo Banco Central, como se o crédito fosse poupança. O benefício vale por 36 meses.

Fonte: Clip Imobiliário