Área restrita

Notícias

Moradia num Rio de extremos

Moradia num Rio de extremos

Extra

Uma pesquisa divulgada pelo Sindicato da Habitação, Secovi Rio, evidenciou a incrível diferença de preço dos imóveis no Estado do Rio. Para se ter uma ideia, com o dinheiro gasto para comprar um apartamento de quatro quartos em Ipanema, na Zona Sul da cidade, é possível adquirir 105 casas de um quarto em Queimados, na Baixada Fluminense. Se a comparação nesse caso ultrapassou o limite das cidades, vamos aproximar: um apartamento de dois quartos em Ipanema vale nada menos do que 11 imóveis do mesmo perfil em Madureira. Apesar de a escolha da moradia depender muito do poder aquisitivo, há quem garanta que, na hora de morar, costume vale mais do que dinheiro.

A sambista portelense Tia Surica, de 70 anos, garante que seguiria vivendo em Madureira, mesmo que tivesse condições de comprar uma casa de luxo na Zona Sul:

— Madureira é o meu lugar, onde eu me sinto bem, sou conhecida e reconhecida. O que importa, na verdade, é ser feliz onde se está!

No outro extremo da comparação, o administrador e morador do Leblon Luiz Rodrigo Cabral, de 28 anos, afirma que vale a pena todo o sacrifício para ficar no bairro onde foi criado. O motivo, no entanto, passa longe da comodidade de morar num dos locais com melhor serviço da cidade e ao lado da praia:

— Moro com a minha mãe e não sei se terei condições de, sozinho, bancar um imóvel no Leblon, mas prefiro um apartamentinho perto daqui do que um casarão longe. Abro mão do meu conforto para ficar perto dos meus amigos.