Área restrita

Notícias

Concreto aparente deixa a casa ainda mais charmosa

Concreto aparente deixa a casa ainda mais charmosa

O Dia

Conhecido pela versatilidade, o concreto aparente deixou de ser visto como coadjuvante e conquistou seu espaço dentro e fora dos lares. “Vale deixá-lo à vista, sem maquiagem, o que garante elegância ao projeto”, afirma o arquiteto Marco Donini.

Paredes inteiras, colunas, forros, lajes e pisos ficam ainda mais charmosos com a sobriedade do cinza. “Também é possível usá-lo para compor alguns móveis, pois nos permite desenvolver e dar vida a diversas formas”, diz o arquiteto Lourenço Gimenes.

Na lista de possíveis criações, destaque para bancadas de cozinha, painéis, estantes e até mesmo cabeceiras de camas. “O material é capaz de levar rusticidade aos espaços e, ao mesmo tempo, deixá-los descontraídos”, conta o arquiteto Sidney Quintela.

Quando o assunto é a parede, vale apostar no concreto em todos os ambientes da casa, até mesmo em fachadas. “Não há restrições, desde que a aplicação seja bem feita”, ressalta Luciano Andrades, do escritório Studio Paralelo.

Trabalho deve ser perfeito para evitar vazamentos

O trabalho deve ser realizado por profissionais capacitados para evitar problemas futuros e garantir durabilidade. “O produto tem de ser executado com fôrmas adequadas e equipamentos específicos para eliminar bolhas e imperfeições”, diz Gimenes.

Durante a aplicação, é possível definir a textura. “O aspecto pode ser mais rudimentar ou liso, depende do projeto e da escolha dos moradores”, diz.

Para quem decidiu apostar no material depois que as paredes da casa estiverem prontas, é possível aplicá-lo com painéis de fechamento ou peças pré-moldadas.

Outra vantagem indiscutível, segundo Gimenes, é a economia. “O material dispensa o desenvolvimento de outras etapas da obra, como emboço e reboco. Além disso, não é preciso gastar com outros revestimentos.”

A manutenção é simples e, se realizada da maneira correta, sua parede pode ficar novinha durante muitos anos. “Não use sabão ou detergente. Limpe sempre com água sob pressão e aplique verniz ou silicone depois da execução (principalmente em áreas externas), já que o material é poroso e tende a envelhecer”, recomenda.

Um pouco de história

A mistura de cimento, areia e água se transformou em marca registrada do movimento modernista no início do século 20. No entanto, a fórmula ficou um tempo esquecida, voltando a ser usada apenas no fim da década de 1960.

“Esse foi o seu auge. Porém, o uso do material foi escancarado nos anos 70, moderado nos 80, ignorado nos 90 e resgatado nos anos 2000. Vamos ver onde vai dar”, diz Donini.

Atualmente, a plasticidade e o aspecto do concreto voltou a conquistar profissionais da área e aqueles que desejam dar ares contemporâneos à casa. “O material faz parte da nossa arquitetura, desde as formas livres de Oscar Niemeyer ao cotidiano das grandes metrópoles”, afirma Gimenes.