Área restrita

Notícias

Áreas verdes dão mais valor à casa e ao condomínio

Áreas verdes dão mais valor à casa e ao condomínio

LicitaMais

O crescimento da economia brasileira fez do mercado imobiliário um dos investimentos de maior potencial. Os preços estão nas alturas e as estimativas mais recentes são de que essa tendência deve continuar por mais alguns anos. O que fazer, então, para agregar ainda mais valor a um apartamento ou casa e, com isso, conseguir um ótima venda?

As características determinantes do preço – localização e tamanho – são imutáveis. Portanto, ganha importância o estado de conservação. Recentemente, tem-se observado também que a existência de uma área verde bem cuidada é um fator que pesa na hora de montar o preço do imóvel.

Uma pesquisa da empresa sueca Husvarna mostrou que, em média, áreas verdes bem cuidadas podem valorizar, em média, 16% o preço de uma casa ou apartamento. Esse número é ainda maior quando o imóvel fica em um condomínio com um paisagismo bem feito e em ótimo estado de conservação.

O contrário também é verdadeiro: jardins abandonados, feios e mal cuidados trazem o valor do imóvel para baixo. E a queda, nesse caso, é ainda maior do que a possível valorização.

O estudo da empresa sueca contou com entrevistas de cinco mil proprietários de imóveis em nove países, além de 44 corretores imobiliários.

Verde na planta

Atentas a essas tendências, hoje as próprias construtoras investem no ‘verde’. A vegetação tem presença obrigatória, mesmo que em elementos muito básicos, como a grama. “Projetos paisagísticos bem desenvolvidos realçam os pontos fortes da arquitetura e, além do mais, servem para preencher espaços que, de outra forma, ficariam desocupados”, explica a arquiteta Solange Bariole.

Para Solange, a tendência é que o verde ganhe cada vez mais espaço nas construções, principalmente em condomínios residenciais. “Hoje vemos projetos cada vez mais ousados. A maior parte deles faz do imóvel ou do condomínio único, diferente de todos os demais. Por isso, o preço tende a ser cada vez maior”, prevê.